Hoje é o teu dia de anos e ainda não sei se te hei de dar ou não os parabéns. Afinal de contas eu morri para ti, não foi? É que nem um adeus me disseste, nada. A última coisa tua com que eu fiquei foi aquela mensagem rápida cheia de desprezo. Nem um beijo de despedida.
Sabes, vou-me embora. Preciso de clarificar as ideias, desanuviar a cabeça, apanhar ar, sei lá, sair daqui por uns tempos. Não esperes por uma mensagem nem por um telefonema meu. Não me tomes por garantida. Dependendo da minha disposição logo vejo se mereces um feliz aniversário vindo de mim. Até lá, fica bem.

4 comentários:

  1. Confesso que eu não gostava muito do senhor Jack, até que a minha irmã mais velha me viciou nele o verão passado :o

    ResponderEliminar